quarta-feira, janeiro 23, 2008

Aos amigos.

Já se vão os dias, por entre uma tragada e outra. E essas dores que nem sei daonde vem. Enquanto meu tempo passa, por entre os dedos, sinto que nem pra todos é assim. Tem coisas que sempre permanecem, imóveis, na teia de dias que se dissolvem. E outras tantas tanto se movem que não percebe-se quando voltam aos seus lugares.
Aquela coisa meio de menina de guardar detalhes já era, e aquelas coisas de homem aparecem. Talvez assim seja, seja assim mesmo. Sinto falta de palavras de professor, tão seguras e decididas. Mas é tempo de relativismos, parece.

E não são braços que fazem nem mãos que constroem. Pensamentos que voam, sim, esses são. Trazem e levam e assim fazem sentido, como faz sentido limpar tua sujeira com as mãos. E não emprestar a mão alheia. Também tem sentido não chorar mais, lágrimas salgadas demais. Quando se para de chorar se percebe o quão bem faz, e o quanto é afirmativo. Nunca fui de chorar muito, não sei até que ponto isso é bom ou ruim.

Algumas saudades dóem, outras nem tanto. Tem aquelas que nem saudade são, de tão profundas. Sensação de presença constante, mesmo distante, que faz sentir tempo perdido como faz o sol por entre as nuvens sentir deus. E questionar existências, como se uma mão universal colocasse tudo em seu caminho. Bobagens. Saudades importam.

Se alguém agora estivesse ouvindo meus dedos ao teclado talvez eu já tivesse parado. E paro porque não há ninguém para ouvir, a não ser eu mesmo.

Preciso dormir.





(para Lorena Paula José Duarte, Gabriele e Juliane Basso, Gabriela Lollato, Tiago Franco, Tiago "Novo", Emanuella Wojcikiewicz, Valeska Gonçalves, Débora Rossetto, Marcele Paim, Camila Florentino e mais alguns nomes que me resguardo)

5 comentários:

gabi disse...

olho cheio de lagriminha.
te amo

gabi disse...

tô passada com os posts de 12 e 16 de dezembro

otávio disse...

Adorei seu blog, me familiarizei muito. achei seu blog porque estou pesquisando sobre meu siguino que é libra. muito leal já acisti quase todos os seus filmes prediletos. abração

Romântica Incurável disse...

Oi menino!
Agora to por aqui também. rs
Ando sentindo essa saudade por você.

beijos!

Inside Spike ?? disse...

beleza!