quinta-feira, janeiro 10, 2008

Nunca me derramei sobre você. Não por falta de vontade, mas também. É o calor, sabe? Deixa a gente com preguiça de ser.
Nunca deixei você ir tão longe.

Talvez de perto as coisas fossem mais tranquilas. Ou aparecessem as imperfeições...

Nunca fiz nada por você, como você fez nada por mim.
E assim, entre todos os nuncas, é saudável estar aqui escrevendo pra você.


(multiplas alternativas)

3 comentários:

jotajotajotape disse...

saudade
[pra não dizer mais do que isso]

Anônimo disse...

Imperfeitos.Perfeito.
saudável você acha.
múltiplas alternativas.
depende?

ricke disse...

depende...